Ambientes Da Casa

Como Escolher As Cores Ideais Para A Sua Casa

Quer aprender a escolher as cores perfeitas para a decoração da sua casa? Confira essas dicas infalíveis que vão ajudar você a criar ambientes harmoniosos, aconchegantes e cheios de personalidade.

Anúncios

Muitas pessoas se sentem inseguras na hora de combinar as cores, pois têm medo de errar e acabar obtendo um resultado desastroso.
Ocorre que tal dúvida é natural, já que a harmonia das cores é fundamental para criar um ambiente agradável e aconchegante.
Para te ajudar na hora que for inserir cores na sua casa, criamos esse guia, que irá te acompanhar e auxiliar nesse processo para deixar seu lar colorido e cheio de personalidade.

Imagem: Canva

A IMPORTÂNCIA DAS CORES

As cores têm o poder de influenciar as emoções e o humor de quem as vê. Por isso, escolher as cores certas na decoração pode fazer toda a diferença no ambiente.
Cores quentes: vermelho, laranja e amarelo, tendem a trazer uma sensação de calor, energia e alegria. Essas cores podem ser ideais para ambientes sociais, como a sala de estar, onde as pessoas costumam se reunir e conversar.
Cores frias: azul, verde e roxo, transmitem uma sensação de tranquilidade, calma e serenidade. Essas cores podem ser ótimas para ambientes de relaxamento, como o quarto ou a sala de TV.
Cores neutras: branco, cinza e bege, são versáteis e fáceis de combinar com outras cores. Elas podem ser usadas como base na decoração, trazendo um ar de sofisticação e elegância para o ambiente.

Imagem: Canva
Imagem: Canva

Além disso, existem cores que possuem significados culturais e simbólicos. Por exemplo, o amarelo é considerado uma cor de felicidade na cultura chinesa, enquanto o preto pode ser associado ao luto em algumas culturas ocidentais.
Ao escolher as cores para a decoração, é importante considerar também a personalidade de quem vai utilizar o ambiente. Pessoas extrovertidas podem se sentir mais confortáveis em ambientes com cores vibrantes, enquanto pessoas mais introvertidas podem preferir cores mais suaves e neutras.

Imagem: Canva

COR BASE

Escolher uma cor base é uma ótima maneira de começar a decorar um ambiente. Essa cor será a principal na paleta de cores do espaço, podendo ser usada em paredes, móveis ou acessórios.

Ao escolher a cor base, é importante considerar a sensação que ela transmite e como ela se encaixa com o restante da decoração. Por exemplo, se você escolher um tom de azul, ele pode ser usado para criar uma sensação de tranquilidade e calma no ambiente. Se você prefere um ambiente mais energético e vibrante, pode optar por um tom de amarelo ou laranja.

A partir da cor base, é possível criar uma paleta de cores harmoniosa para o ambiente. Você pode escolher tons mais claros ou escuros da mesma cor, ou combiná-la com outras cores que se complementem, como cores análogas ou complementares.


Imagem: Canva

Lembre-se também de que as cores não precisam ser usadas apenas nas paredes. Elas podem ser usadas em móveis, acessórios, quadros e até mesmo na iluminação do ambiente. O importante é que a paleta de cores seja equilibrada e crie uma sensação agradável no espaço.

Com a cor base escolhida, você pode explorar diferentes tonalidades e combinações para criar um ambiente personalizado e com a sua cara.

Imagem: Canva
Imagem: Canva

TAMANHO DO AMBIENTE

É importante levar em consideração o tamanho do ambiente na hora de escolher as cores para a decoração. Em ambientes pequenos, é recomendável optar por cores claras e suaves, pois elas ajudam a dar a sensação de amplitude e deixam o espaço mais arejado. Tons pastel, branco, bege e cinza claro são ótimas opções para esse tipo de ambiente.

Já em ambientes maiores, as opções são mais variadas e você pode ousar um pouco mais nas cores. Tons mais escuros ou fortes podem ser usados sem medo, pois o espaço comporta cores mais intensas sem parecer sufocante. Cores como azul-marinho, verde-oliva e marsala são algumas opções para ambientes maiores.

No entanto, é importante lembrar que as cores escuras tendem a absorver mais luz e podem deixar o ambiente mais sombrio, por isso é recomendável equilibrá-las com cores mais claras ou com uma boa iluminação.

Além disso, você pode usar as cores de forma estratégica para criar efeitos visuais interessantes. Por exemplo, uma parede em um tom mais escuro pode criar a sensação de profundidade no ambiente, enquanto uma parede em um tom mais claro pode destacar os móveis e objetos decorativos.

Imagem: Canva
Imagem: Canva

Decoração Vintage Eclética

Combinar objetos antigos com peças modernas pode trazer um toque único e elegante à decoração da sua casa

CORES CONTRASTANTES

Combinar cores contrastantes é uma técnica que pode dar um toque especial na decoração e criar um visual mais interessante e dinâmico. Quando você mistura duas cores que estão em lados opostos do círculo cromático, como o azul e o laranja, ou o verde e o roxo, você cria um contraste forte e impactante.

No entanto, é importante usar essa técnica com moderação e equilíbrio. Uma dica é escolher uma cor para ser a predominante e usar a outra em detalhes, como em objetos decorativos, almofadas ou em uma parede de destaque.

É importante levar em conta o estilo da decoração e o seu próprio gosto pessoal na hora de escolher as cores contrastantes. Cores mais vivas e ousadas podem criar um ambiente mais moderno e descontraído, enquanto cores mais suaves podem criar um ambiente mais delicado e romântico.

Outra dica é considerar a iluminação do ambiente ao escolher as cores contrastantes. Uma iluminação mais fria pode acentuar o contraste entre as cores, enquanto uma iluminação mais quente pode suavizá-lo.

Imagem: Canva

REGRA 60-30-10

A regra 60-30-10 é uma técnica bastante utilizada na decoração para criar uma paleta de cores equilibrada e harmoniosa. Essa regra consiste em dividir as cores utilizadas em três partes: 60% de uma cor dominante, 30% de uma cor secundária e 10% de uma cor de destaque.
A cor dominante é a cor que vai predominar na decoração, geralmente utilizada em paredes, móveis ou no carpete. Essa cor deve ser neutra ou suave, como tons de bege, cinza ou branco, para não cansar a vista e criar um ambiente acolhedor.
Já a cor secundária é utilizada em móveis, cortinas ou tapetes, e deve ser uma cor complementar à cor dominante. Ela pode ser um pouco mais forte, mas ainda assim deve estar em harmonia com a cor dominante.
Por fim, a cor de destaque é usada em objetos decorativos, como almofadas, quadros ou vasos. Essa cor pode ser mais ousada e vibrante, e é responsável por trazer personalidade e alegria ao ambiente.
Ao seguir essa regra, você consegue criar uma paleta de cores equilibrada e harmoniosa, sem exagerar em cores fortes ou sobrecarregar o ambiente. Além disso, você pode usar diferentes tonalidades das mesmas cores para criar variações na decoração e torná-la mais interessante.
Vale lembrar que a regra 60-30-10 não é uma regra rígida, mas sim uma orientação para ajudar na escolha das cores na decoração. O importante é que as cores escolhidas estejam em harmonia entre si e reflitam a sua personalidade e estilo.

Imagem: Canva
Imagem: Canva

TESTE AS CORES ANTES DE PINTAR

Testar as cores antes de pintar ou escolher os móveis é fundamental para evitar surpresas desagradáveis. Isso acontece porque as cores podem parecer diferentes dependendo da iluminação do ambiente.
Por exemplo, uma cor que parece ser suave e tranquila à luz do dia pode ficar mais intensa e vibrante com luz artificial, o que pode causar desconforto visual e desequilíbrio na decoração.
Por isso, é importante sempre testar as cores antes de pintar as paredes ou escolher os móveis. Você pode comprar pequenas amostras de tinta ou tecido e pintar um pedaço da parede ou estofado para ver como a cor fica no ambiente em diferentes horários do dia.

Também é importante considerar a combinação das cores com os objetos e móveis existentes no ambiente, para evitar conflitos visuais ou excesso de informações. Lembre-se de que a cor deve complementar e não competir com os elementos já presentes no espaço.

Imagem: Canva

Decoração Sofisticada Sem Gastar Muito

Com algumas dicas e truques simples é possível transformar um espaço sem gastar muito dinheiro.

Imagem: Canva
thespruce Ikea

CÍRCULO CROMÁTICO

O círculo cromático é uma ferramenta útil para ajudar a escolher cores que combinem bem juntas. Ele é composto por várias cores dispostas em um círculo, como as cores do arco-íris.
Para usá-lo, basta escolher uma cor que você goste ou que seja necessária para o seu projeto, e em seguida, olhar para as cores ao redor dela no círculo. As cores que estão próximas à sua cor escolhida são chamadas de cores “análogas” e geralmente combinam bem juntas.
Se você quiser criar um contraste maior, escolha uma cor que esteja diretamente oposta à sua cor inicial no círculo cromático. Essas são as cores “complementares” e podem criar um contraste vibrante quando usadas juntas.
A escolha das cores depende muito do seu gosto pessoal e do que você está tentando alcançar. O círculo cromático é apenas uma ferramenta para ajudar a orientar suas escolhas de cores, mas a criatividade e o seu bom senso são sempre importantes!

Círculo Cromático

Imagem: PInterest

Em Alta

content

Aplicativos Para Organização De Casa

Os aplicativos de organização doméstica oferecem uma variedade de recursos que ajudam a simplificar as tarefas diárias, como criar listas de tarefas, definir lembretes, compartilhar calendários e colaborar com outros membros da família

Continue lendo
content

Você realmente conhece o Google Maps?

O Google Maps possui diversas funcionalidades incríveis que podem ser úteis para uma variedade de situações.

Continue lendo
content

Banheiro Com Banheira-38 Ideias Para Você Se Inspirar

Descubra os benefícios de ter um banheiro com banheira, desde o relaxamento proporcionado aos aspectos estéticos e de funcionalidade.

Continue lendo